Arquivo | março, 2010

Deixa eu ser você

27 mar

Eu que nunca amei ninguém. Eu que sempre tive tudo o que queria. Eu que vou aonde eu quero. Eu que só ouço o que me agrada. Eu que sumo sem me importar com outra pessoa. Eu que escondo. Eu que escrevo comercialmente. Eu que atuo muito bem. Eu que mato. Eu que nunca morro. Eu que não tenho cor favorita. Eu que não sei de nada. Eu que escolho tudo. Eu que sempre menti.

Você que sempre me amou. Você que sempre lutou pelo que almejava. Você que procura um rumo certo. Você que escuta por mais que seja desnecessário.  Você que me procura. Você que se mostra para eu te ver. Você que (d)escreve teu coração. Você que só assiste. Você que morreu. Você que continua. Você que adora vemelho. Você que procura as respostas. Você que pensa antes de decidir. Você que pisa sobre mentiras.

Nós que somos tão diferentes. Nós que não sabemos nossos papéis. Nós que nos olhamos. Nós que nos afastamos. Nós que que caímos. Nós que levantamos. Mas não juntos. Nós que não sabemos quem é o eu, quem é o você. Nós que já não somos nós.

Mas é culpa deles, sempre deles.

Anúncios

Eu por você

24 mar

Dias e dias, construindo um mundo pra você. Com tuas cores preferidas,com a trilha sonorona da sua vida, com teus gostos,com tua essência, mesmo com tua ausência. Noites em claro, só te observando, pra ter a certeza de que você estava dormindo bem.
Eu fiz planos, eu fiz promessas, eu tinha tantas ideias. Não faltava muito para ficar pronto, era questão de tempo, como sempre foi. Não faltava nada,era a perfeição. Passos no mesmo ritmo, longe de conflitos, trabalhado exatamente pro teu bem-estar. Se vida fosse material, assim definiria. Uma vida por você. Tudo bem, valeria a pena, teu mundo, seria meu mundo, seria nosso mundo.
Segundos e segundos, um mundo destruído por você, que achou um lugar melhor, sem nem saber o quanto de mim estava lá dentro.

Nada mais para dizer

22 mar

A respiração que tu sente, a mão que te puxa, a voz que tu ouve, os olhos que te fitam,o gosto que tu sente. Não é seu, nunca foi seu, mas você quer quem as possui. Teu telefone não toca mais, tua caixa de e-mails está vazia, não te procuram mais. Não sabem quem você é, não sabem quem eu sou. Esse mistério era o que nos movia. Que a vida te ensine a esquecer, aquilo que você não soube demonstrar. Que o tempo te ensine a correr, aquilo tudo que você deixou parar.
Enquanto você tá parado, tudo continua caminhando, mostrando outros lados, contando outros fatos e tu não te dá conta disso. Bah, mas que infernos é esse? Queimando tudo sem deixar vestígios, ao menos assim, ninguém sai perdendo, afinal, não sobrou mais nada. Uma noite é muito para aguentar, procuramos qualquer coisa para nos distrair e no fim, focamos sempre na mesma coisa, refletindo quem teve a culpa do quê. Já sabendo que não muda em nada, continuamos, somos crianças, duas crianças, que só querem ganhar, ao invés de brincar. Acontece, que eu estou crescendo e te deixando pra trás. Eu avisei que seu telefone não ia mais tocar.
Eu vou sobreviver, eu vou continuar. Eu vou reescrever, sem precisar mudar. Muito obrigada por me mostrar que não se vive de amor. São só (suas) palavras..

Luz, câmera… reação

22 mar

Quando eu não esperei, doeu.

Como se você fosse um herói, me salvando de fantasias. Como se você fosse criado, era do jeito que eu queria. Ninguém pode dizer, porque nunca se soube nada, não se importe com os detalhes, logo mais, anjos levarão meus sentimentos, anjos levarão meus pensamentos, anjos me levarão. Está ficando tão tarde e nós começamos tão cedo. Que tudo isso se transforme num filme, minhas pipocas estão prontas, sabe-se lá de disso tudo sai um Oscar, ao menos um prêmio para recordar. Sou mocinha, sou vilã, sou protagonista, sou antagonista, sou figurante. Mudo de papel em qualquer instante. Eu não tenho nada a perder, o que era tudo pra mim… era…Mera memória. Aquela velha história, sempre lida antes de dormir, me acordou e aqui estou.

E ainda dói.

Dores de Amores

19 mar

Sabe como é uma pessoa apaixonada. Sabe como é uma pessoa apaixonada junto do amado. Sabe como é uma pessoa apaixonada. Sabe como é uma pessoa apaixonada sem o seu amado. Só não se sabe o que é o amor.

Isto é uma guerra, te ataco com as minhas palavras e defende-se tampando os ouvidos. Teu pouco caso não me faz desistir. ‘O erro sou eu’, insistiu; ‘De cada erro, vejo dois acertos’, retruquei.

Eu quero um rádio, você, uma TV. Eu quero um sofá, você, uma cama. Eu quero um papel, você, uma caneta. Eu quero gritar, você, o silêncio. Eu quero dizer, você, ignorar. Eu quero você. ‘Não me arrependo deste amor’, lembrou-me. Vazio, calada. ‘Mesmo que me custe o coração’, continuou.

Ainda não sei o que fazer, ainda não sei o que dizer. Só sei que vale a ideia de me perder.

Desde que me ache nos seus braços […]

Mas antes de dormir, não se importe com o dia seguinte. Tudo pode ser que sim. Tudo pode ser que não, só peço para lembrar-se que, agora, vai além das minhas mãos. Que teu doce veneno, continuo sendo meu tormento, por muito tempo. Ah!  Eu sinto muito blues

Dizendo não querendo falar sim

15 mar

Eu não pretendia chorar hoje, eu não pretendia rir hoje, eu não pretendia ler hoje. Domingo tinha tudo para ser pacato, domingo tinha tudo para ser um dia para olhar a chuva, mas eu.. eu não vejo nada, não sinto nada. E agora, quem vai me explicar que querer não é poder? ”Buscando teus abraços em outros braços”, exatamente isso que faço, rompendo laços ou recriando alguns falsos. Estou desesperada, estou descontrolada, estou a tua procura. Aonde é que você está, que daí você não consegue me ver?

Eu não pretendia escrever mais uma vez, eu não pretendia ter que me afogar no passado, eu não pretendia me perder. Me mate de uma vez, não quero morrer com tuas facadas… digo, palavras.  Por que diabos existe a ilusão? Por que o ‘delete’ existe só no teclado do meu computador? Por que me faço tantas perguntas e durmo sem saber as respostas? Cheguei ao ponto de te ver onde já não te sentia mais. Acabou, mas não acabou bem, e como fica o fato de que tudo termina bem e que se não está tudo bem, é porque não terminou. Isso existe? Isso persiste? Isso e aquilo, direita e esquerda,antes e pós. Mas nunca, nunca nós.

Eu não pretendia te dizer adeus.

Sobre mim

14 mar

Do you need some help?  Do I need some help? Quem errou,quem deixou de errar, quem deixou, quem nunca esteve lá.  Eu não me importo, eu não ligo, eu não preciso.  Apenas estou testando se desabafar em palavras muda em alguma coisa ou se esta angustia será minha nova companheira de sobrevivência. Que tanto querem saber de mim? Se nem eu sei quem eu sou. Que tanto querem de mim? Se eu não tenho nada a oferecer. Voltar ao início ou nunca ter escrito? Buscar a melhor opção custa caro, paguei pra ver e hoje preferia estar cega. O que passou, nunca mudou, nem vai mudar. O que não me faz bem, o tempo faz questão de me dizer. Ajuda, ajuda a entender, muda, muda o teu ser.  Seja bem-vinda, ao novo lar da fantasia. Isto é sobre mim, apenas sobre mim –