Arquivo | abril, 2012

Ame hoje

5 abr

Antes de partir para o texto, recomendo a leitura do mesmo ao som dessa música: http://www.youtube.com/watch?v=fahr069-fzE&feature=related

 

Ame hoje. Esse virou meu lema após uma aula ontem, sobre Memória Sonora. Viajei no tempo através da música, relembrei os temas dos antigos desenhos, cantei com o ratinho do castelo Rá-Tim-Bum a música do banho, passei pelas aberturas novelas que eu assistia quando chegava da escola, sem esquecer dos sonzinhos de vídeo game (quase me flagrei assoprando um cartucho que não existia).

Ame hoje. Eu, saudosista de natureza, fico ainda mais sensibilizada quando lembro do passado. Tem vezes que eu não percebo que tô crescendo. Ainda mais esse ano, quase mudando de cidade para morar sozinha. Nessas horas, grita em mim uma frágil menina. Não caiu a ficha. Eu deixei minha lancheira para trás, eu não posso mais passar o dia inteiro dormindo, eu não vejo o descer na boquinha da garrafa com inocência. Fazendo essa retrospectiva sonora, eu pude viver tudo outra vez, na minha imaginação. Na minha imaginação eu chorei pela primeira vez vendo um filme, que era o do Bambi e eu perguntei pra minha mãe “mãe, por que eu tô chorando se ninguém me bateu?”.

Ame hoje. Porque ontem ficou no ontem, por mais óbvio que isso seja. E eu amei ontem de uma maneira tão sincera, só não mais sincera do que tô amando hoje. E assim vai fluindo… Eu amo hoje, hoje. Deixa pra amar o amanhã, amanhã. Assim, ame hoje.

Ame hoje, os seus defeitos, as suas qualidades, as pessoas que estão do seu lado. Agarre as pessoas que estão do seu lado, literalmente. Você sabe quando é a primeira vez, mas nunca sabe quando é a última. Um dia, quem você ama vai partir e você vai chorar todos os dias por não ter a amado hoje. Não o suficiente. Porque o som que mais te agrada é a voz daquele/a que te faz bem. Não tem aquela história de “eu só te liguei pra ouvir a sua voz”? Não tenha vergonha de dizer que ama alguém.

Ame hoje. Se ame hoje.