Arquivo | outubro, 2015

Amores de hoje

2 out

Amores de hoje são apenas de hoje. Não espere que um amor de hoje ainda exista amanhã. De preferência, não pergunte nada para a outra pessoa, descubra por si só. Não conversem, se beijem, aproveitem melhor o tempo. Ninguém quer mesmo saber se está tudo bem.

Seja intenso. Pessoas intensas chamam a atenção. Se entregue. Mas, assim, se entregue por inteiro, sabe? A probabilidade de vocês nunca mais se verem é imensa, então, sem neuras, a gente mal se lembra o que almoçou ontem. Passe o número certo ou errado, não importa, ninguém vai ligar.

Ninguém.

Vai.

Ligar.

Mas no Facebook não tem problema, né? Ontem mesmo o zelador me enviou uma solicitação de amizade só porque eu sou a única que dá bom dia antes de sair para trabalhar. Legal essa música que você compartilhou… não acredito que você também gosta de Clube da Luta, eu sou tão Marla Singer! Seu cabelo cresce rápido, hein?

E assim vou, cuidando da tua vida como se ela fizesse parte da minha. Tudo porque te amei hoje.

Perceba minha existência quando curto tuas coisas, sinta as indiretas quando escrevo, olha só como a minha vida social é agitada! Plena terça e já tô na rua.

Aquela sensação de ser o incômodo em forma humana e passar vontade. Eu já perdi as contas de quantos “ois” morreram na ponta da minha língua. E eu nunca soube de você. São esses amores de hoje que mais parecem bombas-relógio e quando tudo explode, sempre sobra pra alguém recolher os cacos.

Porque amores de hoje são apenas de hoje, mas às vezes a noite passa tão depressa que já estamos no amanhã.

Te vejo hoje?